Lazer

Águas Belas em verso por Juliana Tavares

Publicado dia 30/08/2017 às 22h46min | Atualizado dia 13/09/2017 às 10h09min
No aniversário da nossa colunista, ela que se encantou pelo município traz uma homenagem em versos

Só conhecia Águas Belas

Pela voz de Gabriela

Que ama essa cidade

E eu me perguntava:

- O que Gabriela ver tanto nela?

 

Ah, mas logo descobri

O que tanto lhe encantava

Bastou vir morar aqui

Pra eu ficar apaixonada

 

Quando vim pra Águas Belas

Não sabia o que nela tinha

Só ouvia falar dos índios

Que há muito já existiam

 

Antes de conhecer essa cidade

Só ouvia o que dela diziam

Falaram da seca, do calor

Que o povo acometia

 

Águas Belas sem água

Como esse nome pode ter?

Mas logo descobri sua história

E passei a compreender

 

Águas Belas acolhedora

Que muito me faz bem

Me recebeu de braços abertos

E com desconfiança também

 

 

Me encantei com sua história

Povo resistente, lutador

Admiro muito os índios

Por sua coragem e vigor

 

Sou fascinada por sua beleza

Que pouco é divulgada

Temos paisagens belas

Mas pouco exploradas

 

Jà conheci muita coisa

Boi Branco e Lamarão

Fui até o Caititu

Que linda nossa vegetação!

 

Meu lugar preferido

É o rio Ipanema

Sento as suas margens

Logo me vem um poema

 

Falar de Águas Belas

Levaria uma vida inteira

Sou cidadã com orgulho

Dessa terra tão guerreira.

 

Agradeço a todos vocês

Pelos amigos que aqui fiz

Os levarei comigo sempre

Na minha memória mais feliz.

Fonte: Juliana Tavares


Fale Conosco

Rua da Esperança 18, Ipanema Águas Belas - PE
(87) 9961-38039 | (87) 9816-45063 |
contato@igsweb.com.br