Notí­cias

Freira Pesqueirense pode ser a primeira Santa de Pernambuco

Publicado dia 17/10/2019 às 01h29min | Atualizado dia 22/10/2019 às 18h23min
Irmã Adélia pode se tornar a primeira santa nascida em Pernambuco

Nascida em Pesqueira, religiosa ficou conhecida por relatar aparições de Nossa Senhora no interior do Nordeste. Irmã Adélia morreu aos 91 anos, no dia 13 de outubro de 2013. Irmã Adélia, como passou a ser chamada ao ingressar na igreja católica, ficou conhecida por relatar aparições de Nossa Senhora no interior do Nordeste.

Irmã Adélia, como passou a ser chamada ao ingressar na igreja católica, ficou conhecida por relatar aparições de Nossa Senhora no interior do Nordeste.

No aniversário de seis anos da morte da pernambucana Irmã Adélia, um grupo quer transformar a religiosa na primeira santa nascida no estado.

Maria da Luz Teixeira de Carvalho nasceu em 1922, em Pesqueira, Agreste pernambucano. Irmã Adélia, como passou a ser chamada ao ingressar na igreja católica, ficou conhecida por relatar aparições de Nossa Senhora no interior do Nordeste.

O processo de beatificação (segunda etapa da canonização) da Irmã Adélia é postulado por frei Jociel Gomes. O historiador Carlos André preside a comissão histórica de canonização. O professor ressalta um outro possível milagre da freira. Ela foi diagnosticada com câncer e conseguiu se curar da doença, depois de retornar ao distrito de Cimbres, em Pesqueira, local onde teria presenciado as aparições da santa.

Para celebrar o início do processo, uma exposição permanente dos objetos pessoais da religiosa foi inaugurada. O espaço fica no Colégio Damas, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife. Foi lá que a freira viveu a maior parte da vida. Uma missa foi rezada em homenagem aos seis anos da morte de Irmã Adélia.

Os restos mortais da religiosa foram levados ao altar da capela. Terceira filha de uma família com 18 irmãos, Irmã Adélia morreu aos 91 anos, no dia 13 de outubro de 2013. Em 1936, ela diz ter visto a primeira aparição de Nossa Senhora.

Restos mortais da religiosa

Foto: Site Pesqueira em Foco

Para celebrar o início do processo, uma exposição permanente dos objetos pessoais da religiosa foi inaugurada.

Para celebrar o início do processo, uma exposição permanente dos objetos pessoais da religiosa foi inaugurada.

O evento do domingo (13) aconteceu no mesmo dia da canonização de Irmã Dulce, primeira santa brasileira nascida no país.

 

Foto: Thiago Raposo/TV Clube

 

Fonte: Pesqueira em Foco


Fale Conosco

Rua da Esperança 18, Ipanema Águas Belas - PE
(87) 9961-38039 | (87) 9816-45063 |
contato@igsweb.com.br