Notí­cias

Chuvas provocam destruição em Águas Belas e vira tema na Assembleia Legislativa de PE

Publicado dia 02/04/2020 às 15h22min | Atualizado dia 01/05/2020 às 23h50min
Ainda contabilizando os impactos, segue os trabalhos de reorganização e recuperação no município

Entre os dias 29 e 30/03 caiu sobre o município de Águas Belas chuvas que ocasionaram perdas significativas, tanto no espaço urbano, quanto no rural. Na cidade, algumas casas foram invadidas pelas águas, e até um carro chegou a ser arrastado. Já no espaço rural, o estrago foi bem maior, com diversas famílias sendo atingida por uma cheia histórica do Rio Ipanema, deixando desalojados e desabrigados que tiveram suas residências parcialmente destruídas, além de estradas com fluxo interrompido e, danos materiais e estruturais em fazendas e pequenas propriedades, sendo essas as mais atingidas.

 

Na sede do município, algumas ruas que já são conhecidas por sofrerem com enchentes, reviveram momentos de tristeza, onde o volume de água foi muito grande e diversos moradores sofreram perdas, e muitas residências foram invadidas. Inclusive o carro do DJ Leo Ventura, foi arrastado da porta de sua residência pela correnteza das águas na Rua Santa Cruz no centro da cidade. É importante lembrar que em Águas Belas as construções irregulares sufocando os diferentes cursos d’água que permeiam o espaço urbano, são os principais responsáveis por estes “desastres” que sempre irá se repetir enquanto medidas drásticas não forem tomadas: são muitas construções de particulares que impossibilitam o curso natural da água, potencializando os estragos.

 

Carro do DJ Leo Ventura foi arrastado pela força da correnteza na Rua Santa Cruz no Centro de Águas Belas (29/03/20)

Foto: Divulgação

 

Funcionários da Prefeitura trabalhando na limpeza da Rua 07 de Setembro, um dos pontos mais afetados na cidade (30/03/20)

Foto: Ildebrando Gutemberg

 

Já no espaço rural foi onde concentrou-se a maior parte dos danos na região: Da Vila dos Pescadores, que se situa na ponte que liga Águas Belas a Itaíba pela PE – 300, até o sítio Riachão na divisa com Alagoas (passando pelas comunidades Barriguda, Bastiões, Macambira, entre outras), só para focar nas comunidades do município, os estragos foram diversos. A começar na Vila, alguns moradores tiveram que abandonar suas casas, pois a água com uma correnteza muito forte, chegou a invadir algumas residências. Para completar, uma barragem que fica acima da localidade, na fazenda de um particular, sangrou e invadiu outras residências, aumentando o medo e o caos.

Uma das famílias que ficaram desalojadas na Vila dos Pescadores após enchentes (30/03/20)

Foto: Ildebrando Gutemberg

 

Nas demais comunidades, a elevação recorde do nível da água, invadiu casas, tais como a do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais – STR, Tavares Leite, e seus familiares, deixando apenas o teto a mostra. Cercas e árvores arrancadas, estradas danificadas a ponto de impedir acesso deixando dezenas de pessoas ilhadas, animais mortos, além de um prejuízo emocional muito grande, fez parte do cenário de horror que tomou conta da região da Barriguda, Bastiões, Macambira e Riachão. Nessas comunidades, segundo relatos, houve pontos que pessoas tiveram que subir no teto de suas residências para não se afogarem.    

 

Vista da casa do presidente do STR, Tavares Leite, na comunidade Macambira. Residência ficou apenas com telhado a mostra

Foto: Ildebrando Gutemberg

 

Em outra parte do município, os danos ocasionados em assentamentos também foram pesados, com a cheia do rio Cordeiro, as comunidades assentadas de Santa Ângela, São José, Umburana e sítio Cordeiro, tiveram várias famílias afetadas.

 

Agricultores visitam escombros de uma das residências em assentamento atigindo pela cheida do Rio Cordeiro em Águas Belas (31/03/20)

Foto: Ascom/PMAB

 

Ações

É válido destacar o empenho de órgãos e atores municipais, como a Defesa Civil que empenhou-se desde a madrugada da segunda, e até o momento segue em análise e ações em áreas de risco, a Vigilância Sanitária que também preocupou-se em inspecionar os locais afetados, tem preocupado-se com a saúde das vítimas. O prefeito Luiz Aroldo esteve visitando todas as comunidades juntamente com a Defesa Civil do Estado e o deputado estadual Doriel Barros que veio conferir de perto toda a situação. Ao todo, segundo números preliminares da Prefeitura, são cerca de 120 pessoas que tiveram perdas parciais ou total de bens no espaço rural. Ações para regularizar a situação das ruas, canais de passagem d’água e recuperação de estradas afetadas pelas chuvas estão em curso.

No fim da manhã da última segunda-feira (30/03), houve uma reunião que contou com a presença da Defesa Civil Municipal e Estadual, o prefeito Luiz Aroldo e o deputado estadual Doriel Barros, onde foram avaliadas as primeiras ações que começaram por parte da prefeitura ainda na madrugada, e as estratégias para recuperação (30/03/20)

Foto: Danilo Barros 

Deputado Doriel Barros este visitando in-loco as regiões atingidas

Foto: Ildebrando Gutemberg

 

Medidas

A prefeitura através dos diferentes órgãos tem colocando em campo uma força tarefa desde a madrugada da segunda-feira (30), assistindo as famílias desde o deslocamento, a análise de impactos e busca de auxílio para aqueles que ficaram em áreas com poucos impactos. Em seu pronunciamento, o deputado Doriel Barros abordou o tema na reunião plenária da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco – ALEPE que aconteceu nesta última terça-feira (31), na ocasião, ele reforçou a necessidade de auxílio urgente por parte do Estado para socorro as vítimas e reconstrução dos espaços.    

 

Para registrar este momento, fizemos um álbum que está disponível em nosa página no Facebook, acesse este link ou clique na imagem abaixo para visualizar:

Foto: Ildebrando Gutemberg

Fonte: Ildebrando Gutemberg


Fale Conosco

Rua da Esperança 18, Ipanema Águas Belas - PE
(87) 9961-38039 | (87) 9816-45063 |
contato@igsweb.com.br