Opinião

O “dia das mulheres” e o contraste da violência no Brasil

Publicado dia 08/03/2018 às 22h38min | Atualizado dia 30/04/2018 às 12h38min
Dia internacional da mulher, o que comemorar: Um dado alarmante mostra o percentual de violência contra a mulher no Brasil

Hoje, 08 de março é o dia internacional da mulher, definitivamente não é um dia de comemorações, e sim um dia de luto, de mobilização, de reflexão e de conscientização.
Mais que um dia para se ganhar mimos e presentes, é um dia pra se lembrar das muitas mulheres mortas, violentadas, subjugadas. Em uma breve pesquisa na internet é possível encontrar dados dessa violência direcionada:
São Paulo – Uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência no último ano. Só de agressões físicas, o número é alarmante: 503 mulheres brasileiras vítimas a cada hora.
Esses números, que mostram o persistente problema da violência contra as mulheres no Brasil, fazem parte de uma pesquisa feita pelo Datafolha e encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança.
Os dados, divulgados hoje, no Dia Internacional da Mulher, mostram que 22% das brasileiras sofreram ofensa verbal no ano passado, um total de 12 milhões de mulheres. Além disso, 10% das mulheres sofreram ameaça de violência física, 8% sofreram ofensa sexual, 4% receberam ameaça com faca ou arma de fogo. E ainda: 3% ou 1,4 milhões de mulheres sofreram espancamento ou tentativa de estrangulamento e 1% levou pelo menos um tiro.
A pesquisa mostrou que, entre as mulheres que sofreram violência, 52% se calaram. Apenas 11% procuraram uma delegacia da mulher e 13% preferiram o auxílio da família.
E o agressor, na maior parte das vezes, é um conhecido (61% dos casos). Em 19% das vezes, eram companheiros atuais das vítimas e em 16% eram ex-companheiros.
As agressões mais graves ocorreram dentro da casa das vítimas, em 43% dos casos, ante 39% nas ruas.
Fonte: https://exame.abril.com.br/…/os-numeros-da-violencia-contr…/
Vide também: http://emais.estadao.com.br/…/em-numeros-a-violencia-contr…/
http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43324887

Diante desses dados alarmantes devemos refletir, qual o nosso papel como mulher nos dias atuais? O que podemos fazer e o que estamos fazendo para mudar essa situação? Como estamos conscientizando as pessoas ao nosso redor? Como mães, como estamos formando os nossos futuros homens? E nossas futuras mulheres? Como serão? As mensagens disseminadas nas redes sociais em sua maioria são lindas, algumas até bem humoradas, mas são vazias quando não são acompanhadas de atitudes. Então antes de desejar um feliz dia da mulher, pense: o que você está fazendo para que esse dia e todos os outros sejam realmente felizes? Aline Rodrigues

Fonte: Aline Rodrigues


Fale Conosco

Rua da Esperança 18, Ipanema Águas Belas - PE
(87) 9961-38039 | (87) 9816-45063 |
contato@igsweb.com.br