Opinião

Impactos Ambientais da Construção Civil no Brasil – Por Vitor Emmanoel

Publicado dia 30/01/2020 às 00h26min | Atualizado dia 27/02/2020 às 17h18min
As questões ambientais têm ocupado cada vez mais espaço na legislação e o crescimento da indústria da construção civil, gera grandes impactos, veja:

As questões ambientais têm ocupado cada vez mais espaço na legislação dos países desenvolvidos e consolidados. É fato que a Industria da construção civil é uma importante fonte de produção de emprego e renda na economia nacional. Porém, segundo matos e brasileiro (2015), o crescimento da indústria da construção civil gera grandes impactos ambientais, desde a extração de recursos naturais para produção de insumos como o cimento, material indispensável à construção civil, até a demolição da obra no final da sua vida útil.

Segundo mendes (2019), estima-se que o setor da construção consome, no mundo, entre 40% e 75% dos recursos naturais existentes. Somente no brasil o setor gera cerca de 25% dos resíduos da indústria, e é responsável por 50% da produção total de resíduos sólidos. A indústria cimenteira gera 600 kg de dióxido de carbono (co2), para cada 1000 kg de cimento produzido, sendo responsável por quase metade da poluição produzida no mundo, consumindo cerca de 40% de toda a energia disponível no mundo, sendo que 80% dessa energia, consumida apenas para fabricação do cimento.  

Segundo Souza (2005), a quantidade de materiais consumidos pela construção civil, gira em torno de uma tonelada para cada metro quadrado de área construída. Logo para construir uma casa de 100 m², necessitamos de 100 toneladas de materiais, se comparada à Industria automobilística, a Industria da Construção, consome muito mais insumos.

Não há dúvidas que o setor é um importante meio de produção de emprego e renda, entretanto, causa muitos impactos ambientais. Sendo assim, os profissionais do setor precisam melhorar a eficiência dos seus processos construtivos, reduzindo a produção de resíduos, reutilizando os materiais que podem ser reutilizados e reciclando os resíduos sólidos, realimentando o ciclo produtivo.

Com o atual apelo ambiental, os engenheiros e arquitetos, em um futuro próximo, precisam ter capacidade de gerir e reduzir os impactos ambientais dos projetos, sabendo que, esses valores serão determinantes para o sucesso profissional. Com base nisso, em 2 de agosto de 2010, foi sancionada a lei n° 12.305, política nacional de resíduos sólidos que regulamenta a geração e o descarte dos resíduos no âmbito nacional. Mas estamos muito distantes de uma situação ideal. Pois na maior parte do país mal temos acesso a serviços essenciais como abastecimento de água ou coleta e o devido tratamento do esgoto produzido.

Fonte: Google Imagens

Por Vitor Emmanoel Tavares Tenório Ramos, graduando em engenharia civil pela universidade federal de alagoas, campus sertão Delmiro Gouveia.

Mendes, Henrique; ltda, copyright © 2019. Green domus desenvolvimento sustentável. A construção civil e seu impacto no meio ambiente. 2019. Disponível em:. Acesso em: 11 jul. 2019.

Souza, Ubiraci Espinelli Lemes de Como reduzir perdas nos canteiros : manual de gestão do consumo de materiais na construção civil / Ubiraci Espinelli Lemes de Souza. — São Paulo : Pini, 2005.

BRASILEIRO, L. L.; MATOS, . M. E.. Reutilização de resíduos da construção e demolição na indústria da construção civil. 2015. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2019.

Fonte: Vitor Emmanoel


Fale Conosco

Rua da Esperança 18, Ipanema Águas Belas - PE
(87) 9961-38039 | (87) 9816-45063 |
contato@igsweb.com.br