IGS Web - O blog de Águas Belas - PE, a voz da resistência jovem!

Saúde

O por que do Novembro Azul

O preconceito mata: a cada 38 minutos, um homem morre em decorrência de câncer de próstata

Preconceito, falta de informação, ideias equivocadas. Estas são algumas das características do comportamento masculino quando o assunto é saúde, sobretudo quando envolve a próstata, e até outros problemas.
O assunto é delicado. Por isso, surgiu a ideia de desenvolver uma campanha especialmente voltada ao esclarecimento do tema e quebra de paradigmas, para mudar de vez o cenário nacional, que traz números cada vez mais alarmantes sobre este tipo de câncer, que é um dos principais entre os homens.
Câncer de próstata não é brincadeira. A cada hora, surgem novos casos. Mas não se assuste, a chance de cura após um diagnóstico precoce é muito grande.

No Brasil, a cada 38 minutos morre um homem devido as complicações do câncer de próstata, o tipo mais comum entre os homens. O movimento #NovembroAzul, criado em 2003 na Austrália, tem como objetivo chamar a atenção, alertar e incentivar a população masculina a respeito da prevenção e o diagnóstico precoce da doença, estampando as cores da campanha e o símbolo de um bigode nos mais diversos meios de visibilidade. Conhecida internacionalmente, a campanha é  realizada no Brasil desde 2011.

Na fase inicial, a doença não apresenta sintomas, impedindo um conhecimento sobre ela. Por este motivo, fazer os exames regularmente é essencial para ajudar na prevenção e diagnóstico precoce. Homens também precisam ter atenção e cuidado com a própria saúde.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens brasileiros. Infelizmente, nosso país anualmente milhares novos casos da doença, segundo o Instituto do Câncer.

A boa notícia é que com diagnóstico precoce, as chances de cura são de 90%. Por isso, se vocês homens, ainda não agendou o seu exame de próstata, a hora é agora!
Vale também ficar atento aos sinais do seu corpo: dificuldade de urinar, sangue na urina e necessidade de urinar mais vezes ao dia.

Você já foi ao médico esse ano?

Jogue o preconceito para fora de campo.

Então, previna-se já!

Página:

https://igsweb.com.br/noticia/saude/2019/11/02/o-por-que-do-novembro-azul-/504.html