Cultura

Festa de São Sebastião tem grande participação sendo uma das maiores festas dos últimos anos

Publicado dia 24/01/2022 às 01h51min | Atualizado dia 07/03/2022 às 00h20min
Encerrou neste domingo (23) um dos mais tradicionais festejos do município

Quem participou ou pelo menos passou observando alguma das noites 10 noites da festa em honra a São Sebastião no bairro e na paróquia que leva o mesmo nome, notou que houve uma participação em massa da população, resgatando uma tradição antiga no município, onde a festa do mártir era um dos grandes eventos do ano.

 

Este ano alguns fatores contribuíram para que o evento fosse um sucesso: primeiro a organização da paróquia, bem como, a participação das comunidades, o que aparenta uma boa gestão do padre Alaércio à frente da igreja naquele local; depois o formato, celebrações bem organizadas, com a participação de celebrantes de outras paróquias; e por último a estrutura para além do religioso, onde o lado cultural tem sido explorado com a apresentação de artistas em todas as noites, o que movimentou muito bem os diferentes públicos.

 

Neste domingo, encerrando a festa, houve a tradicional procissão que percorreu diferentes pontos da cidade, além da celebração solene. Além de várias comunidades, destacou-se a presença de algumas autoridades, como vereadores do município, o deputado Doriel Barros e o prefeito Luiz Aroldo.

 

 

A história

Em 1918 houve cólera morbo que teve mortalidade em Águas Belas e região, a partir disso houve uma promessa a São Sebastião para que aplacasse a ira dessa doença. Ao fim da década de 1940 começaram os trabalhos da construção da capela. Em 1952 ela foi dedicada por Dom Juvêncio Brito, tendo como vigário o Padre Nelson de Barros Carvalho. A partir de 20 de janeiro de 2016, houve a ereção canônica da atual Paróquia de São Sebastião das Águas Belas.

Igreja Matriz de São Sebastião, Águas Belas meados da década de 1960. À esquerda a Rua Leão Coroado.

Foto: Arquivo Público Municipal de Águas Belas - APMAB

 

Procissão na Avenida Cel. Alfredo Duarte (Rua Nova)

 

Momento da apresentação cultural na noite da penúltima noite (22), onde houve a apresentação de Valmiro Forró Fênix

 

O Pároco, Padre Alaércio, fazedno seu agradecimento

 

Momento em que a procissão passou em frente a capela centenária da Aldeia indígena do povo Fulni-ô

 

Celebração de encerramento

Fotos: Ildebrando Gutemberg

 

Fonte: Ildebrando Gutemberg e José Luciano/Redação - IGS Web