Saúde

Vacinas da Pfizer e AstraZeneca são eficazes contra variantes, diz estudo

Publicado dia 23/07/2021 às 18h23min | Atualizado dia 26/07/2021 às 23h44min
Depois que o ciclo de imunização foi finalizado, vacinas diminuíram casos sintomáticos, veja:

As vacinas desenvolvidas pela Pfizer-BioNTech e Oxford-AstraZeneca são eficazes contra as variantes Alfa, detectada na Inglaterra, e Delta, que surgiu na Índia. Essa é a conclusão de um estudo publicado na revista científica New Englad Journal of Medicine, uma das mais prestigiadas do gênero nos Estados Unidos. Os resultados saíram na quarta-feira (21) e comprovam o que os pesquisadores já alertavam: a proteção é maior após a segunda dose. Contra a variante Delta, cepa do coronavírus que mais preocupa as autoridades de saúde no momento, a vacina da Pfizer ofereceu proteção em 36% dos casos após a primeira dose. Nas mesmas condições, a AstraZeneca apresentou um índice de 30%. Depois que o ciclo de imunização foi finalizado, a Pfizer evitou 88% dos casos sintomáticos e a AstraZeneca 67%.

Fotos: Denis Balibouse/Athit Perawongmetha/Reuters
 

Fonte: Diário de Pernambuco